¿Listos para embarcar? #TrissViaja

Se você que me acompanha aqui, me acompanha no Instagram também, sabe que passei alguns dias fora do país, no começo do ano. Foi minha primeira vez fazendo uma viagem internacional like a virgin e foi muito legal! Fomos pra Buenos Aires pra um casamento, então além de “turistar”, tive contato real com a cultura e as pessoas portenhas.

Vocês sabiam que eles têm tradições italianíssimas? O país foi dominado pelos espanhóis, mas povoadissimo de italianos, assim como alguns estados daqui do Brasil. E isso deixou marcas lindíssimas. Apesar de falarem espanhol, eles falam com as mãos como os italianos.

Agora vamos para o que interessa: passar algumas dicas de lugares muuito legais pra se conhecer lá!

O passeio que mais recomendo é uma visita ao Teatro Colón ou assistir a uma peça no teatro. Ele é considerado o teatro com a melhor acústica do mundo, passou pela mão de três arquitetos diferentes e é lindíssimo.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O segundo não podia ser diferente: Café Tortoni. Recomendo assistirem ao show de tango. Mostra bem da herença cultural italiana.

Terceiro e não menos importante: BEBA MUITO VINHO. Até nos restaurantes é mais barato do que aqui no Brasil (ou pelo menos estava com a cotação da moeda em janeiro/18). E coma muita carne e muita pizza. (SIM! PIZZA!) É maravilhoso, e só provando pra entender a diferença dessas brasileiras que tem a massa imensa sem gosto e uma refeição inteira em cima – caos). COMA SORVETE! Principalmente os com doce de leite. E os alfajores. E as medialunas doces e salgadas (croissants). Ou seja: COMA E BEBA MUITO. Só não recomendo beber mt café (é caro e não é tão bom quanto o nosso).

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Por fim, aproveite muito. A casa rosada, a ponte das mulheres, a comida. Sem preconceitos, pois quando você fala a língua local, (ou pelo menos tenta) os locais são muito mais gentis. (Ninguém é obrigado a aguentar turista que fala portunhol ou que não sabe nada sobre a cultura local, não é mesmo? Afinal, você está na casa deles. Seja educado.)

Quem aí já foi ou tem vontade de conhecer mais dessa cidade tão interessante? Comenta aqui comigo!

Beijos de luz, e até a próxima trip!
Triss

Anúncios

Projeto Rapunzel #Parte2

Hello, girls! Como sabem, vivo num dilema com meu cabelo. Sempre quero mudar, pintar, alisar, porém queria que ele fosse comprido, mas nenhum cabelo aguenta tanta química sem precisar de um corte, certo? Como já expliquei no primeiro post sobre meu projeto rapunzel, meu objetivo é ter o cabelo enorme! E aqui vi resenhar três linhas que testei de crescimento capilar:

1- Haskell Cavalo Forte

 

Tem um cheiro maravilhoso e é a que mais indico! Principalmente pelo custo x benefício. O conjunto da lina toda deve dar em média R$100, com xampu, condicionador e máscara de tratamento. E cresce REAL. Hidrata também.

2- Salon Line SOS BOMBA de Crescimento!

Tem um preço maravilhoso, cresce um pouco, mas senti que meu cabelo não cresceu com tanta qualidade quanto com as outras linhas. Porém com até R$50 você compra o xampu, condicionador, máscara e tônico de crescimento.

 

3- Lee Stefford Hair Growth

A mais cara, porém a melhor. A marca inglesa acertou em cheio. O cabelo cresce mesmo, mais lento que o da Haskel porém com MUITA qualidade. Precisa de no mínimo R$150 pra comprar a linha toda. E a máscara é apropriada pra raiz até de quem tem o cabelo mais oleoso como eu. Fica muito leve.

No fim das contas, sempre recomendo o intercâmbio de linhas. Usar um kit até o fim, depois outro. Afinal, assim como o restante do nosso organismo, o cabelo precisa de estímulos diferentes para continuar crescendo e tendo saúde.
Outra dica importante é: todas essas linhas têm mais produtos do que o trio (xampu+condicionador+máscara). Os três são BÁSICOS. Quanto mais completo, mais seguir as instruções e modo de uso do kit todo, melhor o resultado 🙂

Se vocês tiverem quaisquer dúvidas ou recomendações, POR FAVOR comentem aqui. Vamos crescer juntas! #ColetivoRapunzel

Beijos de luz
Triss

Ioga? Pra que?

Inserir um hábito novo, é sempre meio desconfortável, mas o resultado pode ser maravilhoso. Sempre gostei de exercícios de isometria (pilates, por exemplo), e a ideia de meditação também me parecia interessante, apesar de nunca ter conseguido fazer realmente. Então me propus um desafio: IOGA.

Não sei se vocês sabem, eu não sabia, mas a ioga é um exercício pra mente e corpo. Trabalhar a respiração, o corpo, a postura, elasticidade, concentração, calma e persistência. Não é do dia pra noite. Peguei canais no youtube, pesquisei sobre o assunto, é tudo uma questão de cuidar da postura, de sentir o seu corpo, se concentrar no movimento, na sua respiração e deixar a mente quieta, livre. Decidi que esse seria o meu momento.

Dentre os tipos de ioga existentes, escolhi o ashtanga por se adaptar melhor ao que eu buscava, um exercício físico intenso e uma prática mental que acalmasse, me ajudasse a ser menos ansiosa, alivia-se o estresse cotidiano. Ele exige força, flexibilidade e consciência. É uma linha mais intensa, composta por seis séries fixas de sequência de posturas que fazem o praticante suar muito. Além de desintoxicar o corpo por meio do suor, a prática ajuda a renovar o sangue, promove condicionamento físico, força, concentração, alinhamento da musculatura e equilíbrio.

O objetivo do método é a purificação do corpo e da mente através dos oito limbos do Ashtanga Yoga:

Yama (auto-disciplina) – Niyama (observância religiosa) – Asana (postura) – Pranayama (contenção da respiração) – Pratyahara (abstração dos sentidos) – Dharana (concentração) –Dhyana (meditação) – Samadhi (estado de supra-consciência).

 

No primeiro dia, me frustrei demais! Não conseguia fazer nenhuma postura e nem me concentrar. Mas é um desafio diário, e o resultado vem rápido, só não pode desistir! Aos poucos vou compartilhando meu progresso, minhas dificuldades, algumas dicas que podem te ajudar a fazer aí na sua casa também!

Beijos de luz, Triss.

 

TREND ALERT: Tropicalismo!

O verão já está dando as caras por aqui e está na hora de vermos qual trend está bombando pra esse fim de ano! Já sabemos que no verão a aposta mais certa são coisas frescas e essa onda do tropicalismo veio pra provar isso! Folhagens, flores e cores fora do óbvio florido de verão, vieram pra testar sua criatividade!

Abaixo um mood board cheio de looks para você entender melhor o que estou falando e se inspirar e se convencer a investir na trend, olha só:

E aí, gostou?
Comenta aqui o que você achou!
Beijos de luz
Triss

Lembranças, Conquistas, Sonhos

Hoje vim pra falar sobre um velho conselho que se ouve por aí: “não olhe pra trás, olhe pra frente”/”siga em frente, sem olhar para trás”. Por que? Porque hoje eu olhei pra trás. E foi lindo.

Tem certos momentos na vida em que o presente não é bom, tem angústia, ansiedade, medo, choro, prece, raiva, oscilando entre momentos bons e ruins. Mas isso é viver, não? Hoje estou tendo a oportunidade de participar do casamento da minha melhor amiga de infância. Nos conhecemos aos 13, ou 14 anos, certo? Eu já nem lembro. Em meio a confusões, típicas de cidades do interior, o laço foi criado, e desde então, estivemos ao lado uma da outra pro que fosse necessário. Mesmo quando a vida pareceu colocar quilômetros de distância, sabíamos que em uma ligação, isso desapareceria.

E quase dez anos depois, resolvi olhar pra trás. Hoje, num dia de futuro. E vir aqui falar que é por momentos como este, que valem a pena todos os temores, os choros, as preces atendidas ou não atendidas, a raiva, as tardes de conversa que vão ficar na memória. Posso não ser mais a mesma menina de quando tinha 14 anos mas, com certeza, tenho o mesmo amor e carinho por essa amizade. E mais: tenho a mesma esperança no mundo, e a vontade de viver, que tinha nessa época. Porque não importa a sua idade, você certamente gasta muitas horas do seu dia planejando o amanhã. E é bom sim olhar pra trás e poder ver que as preces não atendidas nos trouxeram até aqui. E o aqui é maravilhoso. Mesmo não sendo perfeito.

É sim olhando pra trás que conseguimos enxergar que hoje temos tudo. E se você não tem, o que está esperando? Pode ser que o que você tenha hoje não seja o que você idealizou ou sonhou a dez anos. Mas pode ser até melhor. Ou simplesmente diferente. Eu mesma, de dez anos atrás, me imaginava agora formada como advogada, trabalhando pra conseguir uma vaga num tribunal. Queria mudar o mundo através da justiça. Não queria me casar, não queria ter filhos. Queria deixar minha marca no mundo através do meu trabalho. E hoje? Casei. Tenho dois animais de estimação, que são tão amados quanto duas crianças. Tenho pra mim, uma formação diferente, um ramo que não tem nada em comum com o plano inicial. Se eu desisti de deixar minha marca no mundo? Não. Minha marca no mundo ainda está em jogo, só está sendo construída e trabalhada com outras ferramentas.

Hoje, estou aqui, falando com vocês. E isso me faz muito feliz.
Hoje, posso dizer que construí meu mundo justo. E mais do que isso, minhas prioridades mudaram. Minhas opiniões e certezas mudaram, e isso me fez conquistar tudo o que tenho hoje. Porque você não consegue resultados diferentes fazendo as mesmas coisas. É preciso estudar, conversar, debater, errar, quebrar a cara, viver.
Hoje, quero poder levar pras pessoas o que eu demorei muito pra aprender: que viver é lindo. Quero que vocês levem uma vida muito mais leve. Uma vida que vai ter altos e baixos. Mas que você possa olhar pra trás e se orgulhar de onde você chegou. Porque não é perfeito, mas é seu. É todinho seu. Seu presente, suas conquistas, seus amigos, sua família. É o seu efeito no mundo.

E hoje, eu posso olhar pra minha melhor amiga, e dizer: nós conseguimos. Todas os anseios hoje se acalmam. Porque mais um passo é dado, mais uma conquista é feita. Graças a todos os dias bons e os dias ruins desses dez anos. E a partir de hoje, ter a certeza de que de nada adianta todos os furacões que fizemos por uma pedra no sapato. A vida sempre nos dá aquilo que nós precisamos. Uma hora nossa hora chega. A hora de receber nossa recompensa. E a hora dela é hoje. E a sua pode ser amanhã. E viver cada dia mais e mais leve, com a certeza de que se você fizer a sua parte vai conquistar o que quiser, é primordial. A vida passa muito rápido. Parece que foi ontem que a conheci. E hoje a verei caminhar até o altar me trás a certeza de que a vida é boa pra se viver. E é por momentos como este que lutamos tanto todos os dias.

Beijos de luz
Triss

Fashion MAN pra inspirar-se! ♥

Já estava na hora de nos adentrarmos no universo masculino, certo? Então só pra começar, e ficar babando nesses homens maravilhosos, uma lista de personagens e pessoas com muito estilo na hora de se vestir! Quer descobrir mais? Segue aqui a lista:

1: Harvey Specter
Classy, com uma coleção de ternos de dar inveja em qualquer homem clássico, o personagem de Gabriel Macht, desfila pelo escritório de advocacia em Suits com um visual impecável!

2: Chuck Bass
Um terno nunca é só um terno com Chuck Bass. O jovem milionário de Gossip Girl não deixa a desejar quando o assunto é criatividade e personalidade.

3: Johnny Depp
Com vários anéis, colares e pulseiras, além de algum chapéu, minimalismo não é a praia de Depp. Parece só uma bagunça mas é único e com personalidade. Não é sério mas sim muito estiloso!

Lindos, não? Formal ou despojado, tem sim como ficar estiloso dentro do universo masculino!
Beijos de luz
Triss

 

5 musas fashion pra INSPIRAR! ♥

Todo mundo merece ter uma diva musa inspiração, né? Que tal então listarmos as rainhas mais poderosas que já passaram na sua televisão? E pode escolher uma só pra você!

Não poderíamos começar diferente do que com a musa Audrey Hepburn. Tem até it-look pra dormir, é ou não é DIVA? De vestidos simples a trajes de gala, pérolas e óculos escuros, sempre impecável, num visual minimalista e bem atual.

Para aquelas apaixonadas por rosa, temos nossas divas Regina George e Cher (Mean Girls e Clueless). Loiríssimas com looks muito pensados, e tendências da década de 90 que estão de volta.

Atuais e presentes em qualquer lista de referências fashion que se preze: Blair Waldorf e Serena Van Der Woodsen. Em Upper East Side ou em Paris, sempre com combinações únicas, tiaras, chapéus, bolsas, sapatos, meia calça, nada minimalista, e overdress não é uma palavra válida no vocabulário delas.

E aí, gostaram? Qual a musa inspiradora de vocês? Contem aqui nos comentários!
Até a próxima, beijos de luz
Triss